Tradução/ Translation

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Caráter, consequência dos pensamentos!

Quero iniciar definindo: Temperamento, caráter e personalidade. Mostrando suas diferenças.


TEMPERAMENTO: o temperamento é a combinação de características congênitas que subconscientemente afetam o procedimento do indivíduo. Temperamentos são "qualidades" que já nascem com o individuo, é genético, ou seja, não pode ser aprendido.

Segundo a teoria de Hipocrátes temos quatro temperamentos:

  • Sanguíneo: expansivo, otimista, mas irritável e impulsivo;
  • Colérico: ambicioso e dominador, tem propensão a reações abruptas e explosivas;
  • Melancólico: nervoso e excitável, tendendo ao pessimismo, ao rancor e à solidão.
  • Fleumático: sonhador, pacífico e dócil, preso aos hábitos e distante das paixões;
http://2.bp.blogspot.com/_FmwRKHKapVI/SnA6RAxjBsI/AAAAAAAAACk/jSfLwK4-Ois/s400/Temperamentos.bmp




CARÁTER:

http://4.bp.blogspot.com/_nIKjMEB8DsU/SisWeR39tGI/AAAAAAAAE7M/yeUzItUTrb4/s320/carater.jpg
Caráter é uma palavra originada de um verbo grego que significa "gravar". A firmeza moral de uma pessoa, portanto, é o sinal visível de sua natureza interior. É tudo aquilo que você é na sua intimidade, atitudes repetidas moldam o caráter. O caráter é o verdadeiro eu. A Bíblia refere-se à ele como "a essência secreta do coração". É o resultado do temperamento natural burilado pela disciplina e educação recebidas na infância, pelos comportamentos básicos, crenças, princípios e motivações.



PERSONALIDADE: personalidade é derivada da palavra latina persona, usada para identificar as máscaras utilizadas pelos autores teatrais na antiga Grécia.

http://4.bp.blogspot.com/_OBM7-XEbObA/SUldXOcEHgI/AAAAAAAAARA/Ss0U5O-xgg8/s400/Falta+de+car%C3%A1ter.jpg

Componentes da personalidade:

A personalidade é a consolidação do caráter e do temperamento. Heráclito
de Efésios século V a.C. conceituou como, um conjunto definido de traços de um
indivíduo, persistente o bastante, para determinar o seu destino. Isto é, portanto um
conjunto de qualidades que o "destaca" na sociedade.

A personalidade é o semblante externo de nós mesmos, que pode ser ou não igual ao nosso caráter, dependendo de quão autêntico sejamos. Frequentemente, a personalidade é uma fachada agradável para um caráter desprezível ou medíocre. Muitas pessoas, hoje em dia, representam um papel, baseando a sua atuação naquilo que presumem que um indivíduo deve ser, e não no que elas realmente são. Esta é a fórmula para o caos mental e espiritual. É causada pela obediência à norma humana de conduta aceitável. A Bíblia nos diz, "O homem olha a aparência externa, e Deus olha o coração!" e "As fontes da vida têm origem no coração". A área para mudar-se de procedimento está dentro do indivíduo, e não fora dele.

Tudo ok, agora podemos prosseguir...

Agora já sabemos a diferença entre: temperamento, caráter e personalidade. Para resumir, temperamento é congênito (herança genética), caráter é o que somos (é formado de acordo com a aprendizagem, cultura, o meio/convívio social), personalidade é como nos apresentamos aos outros (podemos expressar nosso caráter por meio dela ou expressar o que não somos).

REFLEXÃO: se fazemos coisas escondidas, das quais não queremos que ninguém saiba, mas na frente das pessoas não fazemos e procuramos agir diferente, estamos então revelando nosso verdadeiro caráter quando estamos sós e um caráter falso (uma personalidade falsa, que não nos pertence) quando estamos acompanhados. Caráter é fazermos o que eu fariamos no meio das pessoas e também quando estivermos sozinhos.


O título da postagem é bem sugestivo, por isso todos devem imaginar o por que dessa exclamação. Como prometi, foi definido: temperamento, caráter e personalidade, mas agora quero manter o foco em caráter.


Caráter - Quem realmente somos!

Falar de quem somos é uma tarefa meio complicada, analizar e ver quem são os outros é mais fácil, reparar as atitudes alheias (pois expressam quem as pessoas são) é mais conveniente à nós e comumente dizemos que o erro está em tudo e todos, menos em nós mesmos. Muitas pessoas dizem que nasceram como são e morrerão assim, isso é uma "meia verdade". Por que uma meia verdade? Porque o temperamento (herança génética) influenciará na formação do caráter, porém não devemos culpar ninguém por não ter desenvolvido um bom caráter e também não podemos nos conformar em ser quem somos, se não somos pessoas boas (com caráter bom), alegando ter nascido assim e que morrerá assim, "pau que nasce torto nunca se indireita". Já observamos que o caráter é formado de acordo com as relações interpessoais, convívio social, princípios ensinados e infelizmente muitas pessoas crescem e se desenvolvem, mas não amadurecem porque não tiveram o que contribuisse para a formação de um bom caráter, o desenvolveram apenas por extinto, de acordo com o temperamento herdado. Mas nunca é tarde para rever conceitos, avaliar quem somos e procurar melhoras.

Nosso caráter é resultado de nossa conduta. (Aristóteles)

Aristóteles já dizia: "Caráter é resultado de nossa conduta". Vamos pensar um pouco a respeito!

Todos devem conhecer frases do tipo: "Nossos hábitos expressam quem somos". "Somos o que pensamos o dia inteiro". E essas frases são verdades!

Antes de agirmos, tomarmos alguma atitude, passamos pelo de pensar, pensamentos nos vem a mente e os analizamos até decidirmos executa-los para que eles se tornem um atitude, um ato. Mas trago ao conhecimento de todos um fator muito importante e que tem sido responsável por muitas desgraças: O NÃO ANALIZAR OS PENSAMENTOS. Não conhecemos o processo de formação dos pensamentos, não aprendemos que pensamentos doentios consequentemente geram sentimentos como fobias, medos, podem ser gerados inconscientemente, mesmo sem querermos ou sabermos e provocar catastrofes incalculaveis.

As pessoas esquecem que como uma empresa mal administrada pode ser arruinada, assim também acontece com a nossa mente, nós pensamos mesmo sem querermos pensar, e as vezes pensamos até o que não queremos pensar. O que precisamos entender é que o que vai importar é como vamos lidar com isso. Quero ressaltar que as vezes os pensamentos que estão nas mentes alheias são terríveis, pensamentos até mesmo suicidas, então trago a memória aquela questão que diz que todo mundo deve fazer o que quiser para ser feliz, é justamente pesando assim que muitos cometem sérios erros, pois acham que devem simplesmente seguir seus instintos, fazer o que vier na cabeça e com essa idéia de "fazer o que der na teia", ninguém se preocupa com a administração dos pensamentos.



LEI DA SEMEADURA...
Semea-se um pensamento, collhe-se um sentimento, semea-se um sentimento, colhe-se um ato, semea-se um ato, colhe-se um hábito, semea-se uma hábito colhes um caráter, semea-se um caráter, colhe-se um destino.


Eisntein disse: Além das aptidões e das qualidades herdadas (temperamento), é a tradição(hábito) que faz de nós aquilo que somos (caráter/ pernonalidade).

Ex: Se você pensa em mentir, mente, repete a mentira. Você pensou antes de mentir (pensamento) mas mesmo assim decidiu mentir (sentimento), enfim mentiu (ato), repete a mentira (hábito), com a repetida mentira você se torna um mentiroso (caráter) e por fim, tornando-se um mentiroso terás um futuro de colheitas nada agradáveis!!!



CONCLUINDO: Vemos que tudo começa pelo "pensamento" e termina no "destino". Em falar de destino a quem acredite que o destino agirá por si só, o destino trará coisas e uma frase clássica: "O que tiver que ser será". Algumas pessoas que usam essa frase na verdade querem dizer: "Não importa o que eu fizer, acontecerá o que o destino quiser"! Quem é o destino? O que ele é?

O destino é simplesmente o resultado das nossas escolhas, as vezes enfrentamos duras consequências por escolhas erradas e para não assumirmos a culpa jogamos para o destino.

Com o nosso caráter teremos um destino, ou seja, com o nosso caráter colheremos o que plantamos, viveremos as consequências das nossas escolhas!

Que "destino" você quer?? A escolha é agora!!!

Não importa se você está marcado pelas atitudes erradas que tomou até aqui. Seu futuro está intacto. Mude!


terça-feira, 27 de julho de 2010

Deus fala com um garoto!

Um garoto chamado Logan Henderson de 13 anos, liga para uma rádio no Texas e diz ter uma história pra contar.

O garoto diz que perdeu um bezerro, pois nasceu de um vaca velha e certamente nasceu com deficiência de vitaminas, o que o fez facilmente quebrar a coluna e morrer. Então triste ele pergunta à Deus: Por que, ele era tão especial? E Deus responde: Logan, meu filho também era muito especial, mas ele precisou morrer para um propósito.

Portas Abertas

TESTEMUNHO: Alexander Ogorodnikov







A fé Vigorosa de uma criança!


Adoração à Deus e Evangelho Genuíno Vs Teologia da Prosperidade

Hoje em dia estamos passando por sérios problemas quanto a pregação do evangelho. Apresentam a Cristo como a pessoa que resolverá problemas financeiros, curará toda as enfermidades, um Cristo que pode dar casa, carro, enfim. De fato Jesus pode todas essas coisas, mas a raiz do problema está na motivação que leva as pessoas se aproximarem de Jesus.

Uma verdadeira adoração à Deus, jamais envolveria favores de Deus, condições para adorarmos ao Senhor, um verdadeiro adorador não está preocupado com o quanto Deus pode abençoa-lo financeiramente, ele simplesmente o faz por reconhecer que o Senhor é digno, e aconteça o que acontecer ele quer estar perto de Deus.

Para começo de conversa precisamos entender melhor a adoração que agrada ao Senhor. Não pense que é só ir à igreja dia após dia, adentrar no templo levantar as mãos, chorar, é claro que isso faz parte. Mas um verdadeiro adorador adora à Deus em vida, ou seja, se vivo é para Deus, porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas! A verdadeira adoração é a adoração continua, e viver devocionalmente e exclusivamente para Deus, isso significa que todas a minhas atitudes devem adorar ao Senhor, se eu como faço para glória de Deus, se eu bebo faço para glória de Deus.

É importante lembrarmos que Deus é espírito, e para o adorarmos precisamos fazer em espírito e em verdade!

Nossa, mas tudo isso é tão complicado..... Na verdade parece ser impossível ao homem! Sim, ninguém disse que seria "mamão com açucar" Jesus não prometeu riquezas terrestres a ninguém! É por isso que Jesus falou a respeito da porta estreita e também que é mais Fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha, que um rico entrar no reino dos céus.

Imagine você, que alguém desfrute da sua amizade ou companhia somente porque você poderia beneficiar aquela pessoa de alguma forma. Pessoalmente, eu me sentiria usado, um objeto! É exatamente o que acontece no nosso relacionamento com Deus, "imagine quão ofensivo é para o Senhor" servir de objeto para beneficiar pessoas!!



Então....

Aparece-nos a teologia da prosperidade..... Ohhhhhh! Como é bom saber que sou filho do Rei, se é assim tenho direito a tudo, todas as riquezas são por direito minha herança. Se Deus é Rei, eu sou filho de Deus...... than-ran: Sou príncipe!!! YAHOOOOOOOOO.....

Jesus o filho unigênito de Deus, teve por herança: humilhação, vergonha, dor, sofrimento, cruz. O príncipe do Rei foi coroado com espinhos, perguntaram para ele: Ei Jesus, onde está o teu reino? e ele não lhes mostrava materialmente por que não era coisa natural para se entender.

O príncipe da paz! O legitimo principie! Se fez a pessoa mas desprezível do mundo, de tal maneira que escolheram livrar um criminoso ao invés de o livrarem.


Se o filho legitimo de Deus herdou a cruz, o que meros homens como nós poderíamos herdar?

Por isso é tempo de revermos conceitos, e se é para adorar à Deus, isso deve ser feito porque e por quem Ele é, não pelo o que Ele pode fazer!




Colocando a vida em dia!!!

Ahhhhhhhhhhhhh..... Perdi meu diário com informações valiosíssimas.....
Graças à Deus que não era de papel!!! kkkkkkkk.


Ok, vamos lá!

Começo dizendo que estou muito feliz e satisfeito com tudo o que tem me acontecido, a fidelidade de Deus é imensurável.

Tenho passado por momentos incríveis na presença de Deus e tenho aprendido mais e mais do Senhor. A vida do cristão está em constante desenvolvimento, quanto mais aprendemos, mas entendemos que precisamos avançar, fazer mais, progredir mais.


Quanto a isso me lembro de Socrátes que, ao tomar conhecimento de que havia um homem, oráculo do templo de Delfos, dedicado ao deus Apolo, havia se proclamado o homem mais sábio da Atenas. Socrátes não conformado, mas também não podia duvidar da palavra do deus, saiu a investigar isso. Usando seu método dialético, saiu interrogando algumas pessoas que eram tidas como as mais sabias da cidade, dentre elas políticos, poetas e artesãos. No final da conversa ele percebia que ninguém era bom no que se dizia ser entendido, então sempre concluia:
"Sou mais sábio do que esse homem; nenhum de nós realmente conhece algo de admirável e bom, entretanto ele julga que conhece algo quando não conhece, enquanto eu, como nada conheço, não julgo tampouco que conheço. Portanto, é provável, de algum modo, que nessa modesta medida seja eu mais sábio do que esse indivíduo - no fato de não julgar que conheço o que não conheço"

Simplificando, Socrátes disse: "Sei que nada sei"!

É interessante também lembrar que começamos a caminhada cristã sabendo que temos muito o que aprender, sabendo que somos como bebes que começam engatinhado, até um dia aprender andar. Então crescemos um pouquinho (Ah vamos logo pra adolescência, kkkkk), nos tornamos adolescentes e como rebeldes adolescentes achamos que sabemos tudo, não precisamos aprender mais nada, que estamos prontos pra vida, nos enganamos! Então passamos a aprender que não somos nada, só termos ou sabermos algumas coisas, ainda não é o suficiente... Porém desse ponto surge um coisa bacana: nos tornamos sábio como Socrátes. Quando percebemos que não sabemos nada, que ainda não é o suficiente, passamos a correr atrás do prejuízo, paramos com o conformismo, tomamos consciência de que na escola da vida não existe limites no grau de formação.








Analise e Reflita!



domingo, 4 de julho de 2010

Precisa-se de missionários. A quem enviarei?

Igrejas brasileiras estão abarrotadas, no entanto, muitos continentes ainda estão vazios do Evangelho. Por quê?

Precisa-se de  missionários. A quem enviarei?

A Igreja Evangélica no Brasil cresceu mais que o dobro do ritmo da população durante mais de 20 anos, mostra estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Se o crescimento constatado continuar, a população evangélica brasileira chegará a aproximadamente 55 milhões, até o final deste ano. E caso a ascensão permaneça, em 2022 a Igreja Evangélica alcançará 50% da população.

Diante dos números, que também podem ser percebidos nas esquinas com o surgimento de um novo templo a cada dia, ficam algumas questões muito importantes a serem, talvez não respondidas, mas ao menos, refletidas. Uma delas é: Por que, enquanto as igrejas brasileiras estão abarrotadas, muitos continentes ainda estão vazios do Evangelho?

Estima-se que todos os anos 2.5 milhões de pessoas morram sem sequer saber da existência da Palavra de Deus ou de Jesus Cristo. Isso porque ainda têm aproximadamente 2.251 línguas sem um versículo bíblico traduzido. São cerca de 2.200 grupos étnicos que nunca ouviram nada sobre Jesus, 193 milhões de pessoas que não têm acesso algum às Escrituras.

Procura-se missionários
A SEPAL (organização de apoio a pastores e líderes) mostra que há cerca de 80 organizações missionárias no País, mas o número de missionários brasileiros no campo transcultural é de pouco mais de 3 mil pessoas.

Segundo o Pastor Waldemar Carvalho, presidente da Missão Kairós, o povo brasileiro foi evangelizado “errado”. Como se nós, brasileiros, fôssemos os “confins da Terra” e não como se tivéssemos de ir até lá evangelizar, conforme ordenança de Jesus em Atos 1.8.

Somente em um "retângulo" do mapa, na chamada "janela dez por quarenta" (ilustração), está localizada mais da metade da população do mundo. A China com 1 bilhão e quatrocentos milhões de habitantes, Índia com 1 bilhão, Bangladesh com 145 milhões, sem mencionar os demais países que somam outros bilhões de pessoas a serem evangelizadas. “Neste trecho do mapa foi onde aconteceu a chamada de Abraão, muitos episódios do Antigo Testamento, o local onde Jesus nasceu, treinou seus discípulos e para onde os enviou a evangelizar. Porém, nesta região em que até o século VII o cristianismo predominava, hoje é proibida a pregação do Evangelho. E cadê a Igreja Poderosa?! Precisamos obedecer o ‘ide’”, afirma o pastor Waldemar.

A Igreja Perseguida
Milhões de evangélicos brasileiros que vão à igreja constantemente, pregam em locais públicos, leem suas bíblias no ônibus, pensam que a perseguição, tortura e prisão dos cristãos ficaram apenas no livro de Atos. No entanto, o Coordenador de Viagens e Correspondentes Internacionais da “Missão Portas Abertas”, Homero das Chagas, faz um alerta fundamental. “Apenas 0,04% da Igreja brasileira está engajada na causa dos cristãos perseguidos. Isso significa que dentre os quase 50 milhões de cristãos brasileiros, só 25 mil envolvem-se no suporte, oração, doação e ajuda à Igreja Perseguida”.

Enquanto constroem-se prédios magníficos, eventos "gospel", debates doutrinários, existem centenas de cristãos pagando um preço de sangue, sendo massacrados, muitas vezes, em mais de 50 países do mundo onde há perseguição ao Evangelho. E mais de 2.5 milhões de pessoas morrendo anualmente sem conhecer o Salvador, que nós fomos comissionados a apresentar. Mas como ouvirão, se não houver quem pregue? A pergunta de Paulo em Romanos 10.14 se repete. Porém, a resposta "eis-me aqui", infelizmente, está cada vez mais rara.

Envolva-se
Se o Senhor tocou seu coração através desta matéria, participe, como bom soldado de Cristo, dos sofrimentos dos nos nossos irmãos perseguidos, 2 Timóteo 2.3. Saiba também que você pode, deve, foi chamado e capacitado para alcançar aqueles que nunca sequer ouviram o nome de Jesus. Veja abaixo algumas instituições missionárias no Brasil e envolva-se:

Missão Kairós: www.missaokairos.com.br
Missão Portas Abertas:
www.portasabertas.org.br
Missões Mundiais: www.jmm.org.br
Emad
: www.emad.org.br
Jocum
: www.jocum.org.br
Pés Formosos: www.pesformosos.com

Por Paula Renata Santos

FONTE: CPAD

sábado, 3 de julho de 2010

Id, Ego e Superego!

http://www.makingthemodernworld.org.uk/learning_modules/psychology/02.TU.04/illustrations/02.IL.17.gif

Como fundamento da Psicanálise, Freud elaborou em segunda tópica, a Teoria Estrutural da Mente, onde o ID, o EGO e o SUPEREGO funcionariam em diferentes níveis de consciência. Há um constante movimento de lembranças e impulsos de um nível para o outro.


ID

Conjunto de energias psíquicas que determina os desejos do sujeito, o ID é que responde pelos impulsos biológicos básicos como fome, sede, calor etc. O ID procura satisfação imediata destes impulsos, pois opera pelo princípio do prazer independente de circunstancias externas. Esta presente nos recém -nascidos, do ID evoluem o Ego e o Superego.

O ID é o reservatório inconsciente das pulsões, as quais estão sempre ativas. Regido pelo princípio do prazer, o id exige satisfação imediata desses impulsos, sem levar em conta a possibilidade de conseqüências indesejáveis.


EGO

Estrutura onde está todo conhecimento que o indivíduo possui de si e sobre o meio externo. O EGO trabalha pelo princípio da realidade, pois agora o recém nascido sabe que suas necessidades não serão satisfeitas imediatamente, por exemplo, se ele tiver sede terá que esperar que alguém lhe traga água (ela não virá sozinha só porque ele quer). Portanto o EGO é adminstrador da realidade e é ele quem decide como e quais necessidades do ID serão satisfeitas.

O EGO funciona principalmente a nível consciente e pré-consciente, embora também contenha elementos inconscientes, pois evoluiu do ID. Regido pelo princípio da realidade, o ego cuida dos impulsos do id, tão logo encontre a circunstância adequada. Desejos inadequados não são satisfeitos, mas reprimidos.


SUPEREGO

O SUPEREGO julga quais necessidades são moralmente corretas ou aceitas pela sociedade. Quando a criança reconhece o que é certo ou errado dentro da sua famíla e sociedade em que vive, ela própria pode decidir o que irá fazer, ela não precisa que os seus pais lhe digam que roubar é errado, ela já sabe disso pois o seu SUPEREGO já assimilou esta informação.

Apenas parcialmente consciente, o SUPEREGO serve como um censor das funções do EGO (contendo os ideais do indivíduo derivados dos valores familiares e sociais), sendo a fonte dos sentimentos de culpa e medo de punição.



click to zoom

Ao nascer, o indivíduo possui apenas o Id. Nas primeiras experiências, o bebê vai aprendendo e adquirindo conhecimento do mundo começando assim a estruturar seu ego. Enquanto o Id é uma estrutura inata, o ego e o superego são estruturas adquiridas. O ego está relacionado a fatos reais, concretos e é capaz de controlar, conter o desejo sem reprimi-lo. Já o superego está relacionado a fatos morais e pode recriminar o ego, no que é denominado auto-recriminação.



Encontrei um poema bacana no site Recanto das Letras da autoria do Jorge Linhaça:

Ah, esse id, que a mim condena,
a seguir os desejos imediatos.
Idiota? Digno de cruel pena,
a seguir o frescor da açucenas,
cometendo na vida disparates.

Ah, o ego, esse doido consciente,
às vezes prende , às vezes solta,
deixando confusa a alma da gente,
reis e escravos andando velozmente
entre estradas retas e tortas.

Ah, o Super ego, heróico censor,
a supervisionar o meu hospício,
qual um valente administrador,
fazendo-me sentir culpa e dor,
após as loucuras do meu solstício.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Derrota do Brasil, que frustração!!!

O que aconteceu com a seleção Brasileira? 1º tempo garantido e 2º tempo jogado sobre total descontrole emocional. Prova disso é essa matéria da globo sobre o Felipe Melo:


02/07/2010 13h05 - Atualizado em 02/07/2010 13h05

Felipe Melo vai de herói a vilão na eliminação brasileira

Após ótimo lançamento para gol do Brasil, volante que foi aposta de Dunga faz gol contra e recebe cartão vermelho no segundo tempo

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

O poder de marcação se iguala ao desequilíbrio emocional. Os lampejos de visão de jogo aparecem com a mesma frequência das faltas desnecessárias. As principais características de Felipe Melo foram visíveis na partida contra a Holanda e foram determinantes para a derrota por 2 a 1 que eliminou a seleção brasileira da Copa do Mundo da África do Sul, nesta sexta-feira, em confronto pelas quartas de final.

A troca de faltas com Pepe, na partida contra Portugal, foi o alerta. Felipe Melo em algum momento poderia colocar tudo a perder por causa de seu temperamento dentro de campo. Mas excelente passe para o gol de Robinho que abriu o placar contra a Holanda mostrou que o talento que o levou ao futebol europeu poderia prevalecer. No entanto, o que saltou aos olhos, infelizmente, foram os erros que acabaram por ser determinantes na eliminação do Brasil do Mundial.

No segundo tempo, após um cruzamento de Sneijder, Felipe Melo subiu para cortar a bola de cabeça. Mas além de atrapalhar a saída do goleiro Julio César, o volante desviou para dentro do gol, no que foi o empate da Holanda. Também numa bola alçada na área, o camisa 5 do Brasil não acompanhou o 10 laranja, que cabeceou sem marcação.

Mas no momento em que a situação estava complicada, Felipe Melo dificultou ainda mais a vida da seleção ao pisar em Robben após cometer uma falta aos 28 minutos da segunda etapa. Com eliminação do Brasil, aquela que até então era a grata surpresa passou a ser a triste rotina.